UOL EDUCAÇÃO – 17/10/2017 – SÃO PAULO, SP

O Brasil não tem conseguido colocar todos os jovens na escola e, mantendo o ritmo de expansão da escolaridade dos últimos 15 anos, levaria 200 anos para universalizar o atendimento.

Dados de 2015, os mais recentes disponíveis, mostram que 22% dos jovens de 15 a 17 anos estão fora da escola. O índice é similar ao registrado em 2000, quando eram 25%, segundo estudo do economista Ricardo Paes de Barros.

Na comparação internacional, o Brasil vem perdendo posições. Enquanto na virada do milênio 43% dos países tinham resultados melhores que o Brasil, atualmente mais de 55% encontram-se nessa situação. Ou seja: têm um percentual menor de jovens fora da escola.

Veja mais

REVISTA GESTÃO UNIVERSITÁRIA – 11/10/2017 – BELO HORIZONTE, MG

Alex Canziani (PTB-PR) retirou do texto, a pedido de outros parlamentares, a possibilidade de financiar cursos a distância. Proposta deve ser votada pelo Plenário a partir de 23 de outubro

A comissão mista que analisa mudanças nas regras do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) aprovou nesta terça-feira (10) o substitutivo do deputado Alex Canziani (PTB-PR) à Medida Provisória 785/17.

O relator informou que a MP deve ser votada em Plenário a partir de 23 de outubro. O texto perde a validade em 17 de novembro.

Veja Mais

REVISTA GESTÃO UNIVERSITÁRIA - 27/09/2017 – BELO HORIZONTE, MG

O governo federal lançou nesta terça-feira, 26, o Plano Progredir, que busca ofertar qualificação profissional, facilitar o acesso ao mercado de trabalho e incentivar a população de baixa renda a abrir o próprio negócio. Esse pacote de medidas visa estimular o aumento da renda dos beneficiários do Bolsa Família e demais trabalhadores inscritos no Cadastro Único para programas sociais do governo. Na solenidade, ocorrida no Palácio do Planalto, foi anunciado 1 milhão de novas vagas no Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) Oferta Voluntária, na modalidade de educação a distância (EaD) .

Clique aqui e veja reportagem completa

O TEMPO - 05/10/2017 – BELO HORIZONTE, MG

As mensalidades escolares vão subir menos neste ano, mas os pais não vão escapar do reajuste, que deve ficar entre 4% e 8% em Minas Gerais. “Essa é uma estimativa, mas não deve ser muito diferente disso”, antecipa o presidente do Sindicato das Escolas Particulares de Minas Gerais (Sinep-MG), Emiro Barbini. O índice deve ser definido nesta quinta-feira (5), mas ele é apenas um parâmetro – cada escola tem liberdade para corrigir os preços de acordo com seus gastos.

Na virada de 2016 para 2017, as mensalidades subiram entre 11% e 14%, quase o dobro do índice previsto para 2018. “Agora será possível aumentar menos porque a inflação também subiu menos e a taxa de inadimplência, que estava entre 12% e 35% no ano passado, caiu para 8% a 15%”, justifica Barbini.

Veja Mais

MEC divulga regras para ocupação de vagas remanescentes do Fies 2017/2

POR PORTAL BRASIL - UOL EDUCAÇÃO – 04/09/2017 – BRAS

O Ministério da Educação (MEC) publicou, no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira (4), regras para ocupação das vagas remanescentes do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) no segundo semestre de 2017. 

De acordo com a portaria, as instituições de ensino superior devem informar, por meio do Sistema Informatizado do Fies (Sisfies), nos dias 4 e 5 de setembro, os cursos nos quais não houve formação de turma no período inicial.

Clique aqui e veja a matéria na íntegra

Back to top