As Instituições de Ensino Superior do Distrito Federal, de acordo com as instruções divulgadas pela Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES), diante do atual cenário de isolamento social, com o objetivo de combater o novo Coronavírus, esclarecem sobre o oferecimento de aulas remotas aos estudantes, bem como clarificam as diferenças entre esse meio de aprendizagem e a Educação a Distância (EAD).

A Educação a Distância é uma modalidade com conteúdo autoinstrucional e apoio pedagógico. O que as IES do DF estão realizando, em caráter emergencial, são aulas remotas, ministradas, em sua maioria, no mesmo horário convencional da aula presencial, pelos próprios professores da disciplina, usando recursos tecnológicos. Dessa forma, cabe informar que, as instituições, ao adotarem essa estratégia como forma de evitar prejuízos aos estudantes, comprometem-se não somente com a manutenção do quadro acadêmico, como também com investimentos para a ampliação tecnológica, de modo a possibilitar a continuidade do conteúdo.

Além disso, as atividades remotas garantem o programa das disciplinas, previsto para o curso presencial da maneira como foi contratado pelo aluno.

Não há, portanto, redução de custo. Pelo contrário: há mais investimentos tecnológicos para dar conta deste momento atípico pelo qual passa o mundo todo em função do novo Coronavírus.

 Reforçamos que todo esse esforço realizado pelas instituições se deu no sentido de seguir as recomendações dos órgãos oficiais e zelar pela saúde e segurança dos alunos, professores, colaboradores e da comunidade acadêmica, mantendo o ritmo das aulas, agora remotamente, e o cumprimento do programa das disciplinas.

Contamos com a compreensão de todos.

                             Luiz França
                            Presidente  

Back to top